Como reduzir ao máximo o brilho do ecrã do iPhone?

Como reduzir ao máximo o brilho do ecrã do iPhone?

Certamente que já todos passamos por situações em que o brilho do ecrã do iPhone está demasiado alto, demasiado luminoso, a brilhar mais do que o sol num dia de Verão com 40º à sombra. Situações em que temos uma ou várias pessoas (vocês é que sabem) ao lado a tentar dormir e o ecrã está a emitir uma luz tão forte que ilumina todo o quarto, ou toda a sala… vocês entenderam, toda a divisão onde vocês se encontram. Nesse caso, é útil continuares a ler este artigo, porque irei explicar de diversas formas, como podes fazer para reduzir ao máximo o brilho do ecrã do iPhone e deixares finalmente as pessoas ao teu lado dormir em paz, enquanto assistes tranquilamente à última temporada de La Casa de Papel. 

Ajustar o brilho da forma clássica

Acredito que a maior parte dos utilizadores de iPhone usa a barra de ajuste para tornar o seu ecrã menos brilhante. Existem duas formas de aceder à barra de ajuste. Poderás fazê-lo a partir da Central de controlo ou através das Definições do dispositivo. Aprende aqui (se ainda não sabes) a fazê-lo de ambas as formas.

Ajustar o brilho na Central de controlo

Esta é provavelmente a forma mais usada por parte dos donos de iPhones. E consiste simplesmente em deslizar o dedo para baixo a partir do canto superior direito do ecrã (em iPhone X e superior). Depois é só usares novamente o dedo para ajustar o brilho na barra de ajuste para tornar o ecrã mais claro ou mais escuro, mediante aquilo que pretendes na ocasião. 

Ajustar o brilho nas Definições

Para fazer o ajuste que pretendes através das Definições do iPhone, é também bastante simples. Só tens de ir a Definições -> Ecrã e Brilho e lá estará novamente à tua espera, a mesma barra de ajuste que estava anteriormente na Central de Controlo, a única diferença é que desta feita ela se encontra na horizontal. Só tens de a ajustar conforme pretendes para tornar o ecrã mais claro ou mais escuro. 

Como tornar o ecrã do iPhone mais escuro?

Agora que já percebeste como ajustar o brilho do ecrã das formas mais habituais, vamos passar às menos convencionais. Provavelmente a maior parte dos utilizadores de iPhone não sabe, mas é possível tornar o ecrã ainda mais escuro do que aquilo que conseguimos na barra de ajuste que expliquei nos pontos anteriores. Uma das formas de o fazermos está presente numa opção chamada “Reduzir ponto branco”, que consiste em reduzir a intensidade de todas as cores vivas que existam no ecrã do iPhone. A outra passa por usar a ferramenta de Zoom para o mesmo efeito, tornar o vosso ecrã ainda mais escuro. 

Como ativar a opção “Reduzir ponto branco”

Para ativares esta opção, só tens de seguir os seguintes passos: Definições -> Geral -> Acessibilidade -> Opções de ecrã -> Reduzir ponto branco.

Só tens de clicar no botão para ativar a opção e a partir desse momento, terás novamente acesso a mais uma barra de ajuste. A partir daí, só terás de ajustar a barra conforme pretendes, sendo que quanto maior for a percentagem que deixas na barra, mais escuro ficará o ecrã do teu iPhone. 

Como tornar o ecrã mais escuro usando o Zoom?

A outra forma de tornar tudo mais escuro, é usando a ferramenta Zoom presente nos iPhones. Para isso só terás de seguir os seguintes passos, estes um pouco mais complexos: Definições -> Geral -> Acessibilidade -> Zoom.

Clica no botão para ativar a opção Zoom e quando o fizeres, irá aparecer uma janela no canto superior direito do ecrã. Se clicares com 3 dedos, 3 vezes nessa janela irá aparecer um menu de opções. Clica agora em Escolher região -> Ecrã completo -> Escolher filtro -> Pouca luz. Depois só tens de deslizar a barra de ajuste em direção ao sinal – (menos), para que consigas ver o ecrã em toda a sua plenitude. 

O ecrã do meu iPhone está demasiado escuro!

Achas que com estas dicas o ecrã ficou demasiado escuro? Não há problema nenhum. Basta ires às opções anteriormente mencionadas, Reduzir Ponto Branco e Zoom e desligares o interruptor de forma a que passe de verde para branco novamente e… problema resolvido.

Pronto! Agora já sabes como colocar o ecrã do iPhone mais escuro que o carro do Batman e poderás assistir tranquilamente às tuas séries, filmes e media em geral, sem incomodar as pessoas que estão ao teu lado a tentar descansar. Conheces alguém que anda sempre com o brilho do iPhone no máximo? Partilha este artigo com quem tem e ajuda-o a poupar bateria e essencialmente os olhos. 

Redação All Things Apple – Paulo Teixeira

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
A câmara do meu iPhone ficou escura, o que fazer?

A câmara do meu iPhone ficou escura, o que fazer?

Os smartphones são aparelhos bastante versáteis, permitindo fazer tudo aquilo que antigamente fazíamos com um sem número de aparelhos. Uma dessas mais valias é a câmara do iPhone, que te permite, e à distância de um clique, registar todos os momentos especiais do teu dia a dia. 

No entanto, e como qualquer outra função no iPhone, pode sofrer de vários problemas, tanto a nível de hardware como de software.

Ora um dos principais problemas da câmara é subitamente ficar escura, apresentando apenas um ecrã preto, e não permitindo interagir com a aplicação.

Por isso, a primeira coisa que tens de fazer é tentar descobrir se efetivamente esse é um problema de hardware ou de software, ou ainda alguma outra anomalia ou falha de utilização da tua parte.

Algumas coisas podem não parecer muito óbvias à primeira vista, mas acabam por ser. Por exemplo, tiraste a capa do teu iPhone recentemente? E quando a colocaste, não te enganaste e a colocaste ao contrário? É que esta é uma causa muito mais comum do que imaginas, e provocada por uma distração.

A seguir verifica a lente. Está suja? Se sim, essa pode ser a causa direta do teu problema, e também bastante comum.

Abre novamente a aplicação da câmara. Que aplicação estás a usar? A nativa ou alguma aplicação de terceiros? Normalmente as aplicações nativas são mais fiáveis e menos propensas a falhas, enquanto as aplicações de terceiros tendem a criar mais conflitos no sistema e apresentarem mais bugs. Se costumas trabalhar com estas últimas experimenta fechar e abrir novamente a aplicação – matando a aplicação em segundo plano -, ou, e em caso extremo, desinstalando e instalando novamente a aplicação.

Se nada disto resultar experimenta reiniciar o iPhone. É uma solução de recurso utilizada muitas vezes nas mais variadas ocasiões, inclusive em situações de mau funcionamento da câmara. Isto porque vai basicamente permitir o iPhone corrigir algum pequeno erro ou bug do software que entretanto tenha ocorrido no sistema.

Se nenhuma destas soluções resultou, então o problema do software poderá ser maior. Neste caso poderás redefinir todas as definições, para que o teu iPhone regresse aos padrões de fábrica. Neste caso tens de ir a Definições – Geral – Repor e Repor todas as definições. De seguida o teu iPhone irá reiniciar já com todas as definições de fábrica.

Por fim, tens uma última opção. É a restauração do teu iPhone através do método DFU (Device Firmware Update), e que implica recorrer ao iTunes e a um Mac ou PC Windows para instalar de raiz o iOS no teu iPhone. É um processo mais demorado já que implica o download de todo o sistema operativo para o teu iPhone e consequente instalação, mas poderá ser a única alternativa face a um sistema operativo danificado.

Se mesmo assim a tua câmara continua escura e inutilizável, então a hipótese mais provável é que seja mesmo um problema de hardware. Nesse caso deverás recorrer a um centro de reparações Apple como a iLoja. No local, a iLoja fará um diagnóstico ao teu aparelho e caso seja necessário, a reparação do mesmo.

Categorias: iOS, iPhone!, Reparações
Problemas de sincronização no iPhone? Vê aqui como resolver

Problemas de sincronização no iPhone? Vê aqui como resolver

Bastantes utilizadores de iPhones usam o iTunes para sincronizar o seu dispositivo móvel com o computador, para fazer cópias de seguranças, etc. Mas por vezes, o iPhone teima em não sincronizar sem que se perceba bem o motivo para isso acontecer. 

Ao longo deste artigo tentarei explicar-te porque isso acontece e apresentar algumas soluções para que consigas resolver o problema. Problemas de sincronização? Nunca mais. 

Verifica o cabo USB

Começando por aquelas coisas mais básicas que quase nunca ninguém se lembra. Para fazeres a conexão do teu iPhone ao computador, vais precisar de um cabo USB… e já agora, convém que esse cabo se encontre em bom estado de conservação.

Uma dica, se por acaso estás a usar um cabo comprado numa loja dos chineses (que por acaso até foi bastante mais barato do que um oficial) o problema poderá estar precisamente aí. 

Com um cabo original o computador deve fazer o reconhecimento do iPhone de forma rápida e eficaz. Se isso não acontecer, então se calhar o problema não está no cabo, mas eventualmente no iPhone ou no próprio computador. 

O problema está no computador?

Muitas das vezes o problema está precisamente no computador. Duas coisas básicas que poderás tentar fazer passa pelo seguinte:

  • Experimentar uma porta USB diferente
  • Colocar a data e a hora correcta no computador

Se a primeira solução parece demasiado óbvia, a segunda pode soar-te mais estranha um pouco. Mas a realidade é que se o computador não tiver no fuso horário e data correcta, isso pode causar problemas de sincronização com o iTunes. 

O iTunes está atualizado?

Se já conseguiste arranjar uma porta USB sem problemas e o fuso horário e a data estavam corretos, vamos passar ao próximo passo. O iTunes está com a última atualização de software instalada? Ou ainda tens uma versão que, curiosamente, deu erros de sincronização a vários utilizadores? Confirma se tens instalada a última versão de software para eliminarmos mais uma hipótese. Já está? Boa. 

Estás a usar um computador com Windows?

Se estás a utilizar um computador com o sistema operativo Windows, tens de ter mais algumas coisas em atenção, como por exemplo:

  • Firewall
  • Antivírus

É um problema comum, a própria Firewall do computador bloquear programas que não é suposto. O intuito da Firewall é impedir que entrem programas maliciosos no nosso computador, sendo por isso bastante útil, mas quando bloqueia programas legítimos pode tornar-se aborrecido. Como tal, só tens de ir à Firewall do teu computador e autorizar o iTunes como um programa da tua confiança. 

Com o antivírus o problema é basicamente o mesmo. Por vezes estes programas querem tanto proteger o computador, mas acabam por fazer uma proteção excessiva, inclusivamente com programas legítimos e fidedignos (como é o caso do iTunes). Só tens de ir às definições do teu antivírus e confirmar que o iTunes se encontra na lista de programas que não estão a ser bloqueados como uma possível ameaça. 

O problema está no iPhone? 

Se já seguiste todos estes passos até aqui e mesmo assim a sincronização teima em não avançar, talvez o problema esteja no teu iPhone. 

Uma nota prévia, se usas o iCloud para sincronizar os teus dados na nuvem da Apple, o problema poderá estar precisamente aí. Sendo que tens um telemóvel bastante inteligente nas mãos, (daí o nome smartphone) se já fazes a sincronização no iCloud ele percebe automaticamente que já não tem de a fazer no iTunes. 

Duas coisas básicas que poderás fazer para tentar resolver o problema no iPhone:

  • Limpar a entrada de carregamento
  • Desligar o iPhone e voltar a ligar

A primeira opção é bastante óbvia, mas a entrada de carregamento dos iPhones acaba por acumular muita sujidade de todo o tipo, basta pensar que levamos o telemóvel para todo o lado, no bolso, na mochila, vamos para a praia, para o campo, etc. 

Com uma simples pesquisa na internet, encontra-se facilmente bastantes tutoriais sobre como limpar a entrada de carregamento de forma simples e bastante eficaz. Desde usar ar comprimido, uma escova de dentes, um simples pano, etc. 

A segunda opção é já um clássico no mundo da tecnologia, mas o bom e velhinho desligar e voltar a ligar ainda resulta bastantes vezes. É verdade! Se mesmo assim a sincronização parece uma tarefa impossível de conseguir, talvez esteja na hora de formatares o teu iPhone para que o mesmo fique com a definições de fábrica. Se decidires avançar para este passo, não te esqueças de fazer antes uma cópia de segurança para que não percas nenhum dos teus dados mais importantes. 

iPhone estragado?

Se mesmo depois de todas estas soluções que te fui apresentando ao longo deste artigo, o iPhone teima em continuar a não fazer a sincronização com o iTunes, talvez esteja efetivamente com algum problema de hardware. 

Nesse caso, o melhor que poderás fazer é pegar nele e levá-lo a um centro de assistência, onde profissionais qualificados para o efeito poderão fazer um diagnóstico e informar-te se o iPhone está ou não com algum problema. 

Já sincroniza!

Espero sinceramente que alguma destas soluções tenha servido para te ajudar a resolver o problema de sincronização do iPhone com o iTunes. Ajudou? Foi útil para ti ou para algum amigo? Deixa o teu comentário. 

Redação All Things Apple – Paulo Teixeira

Categorias: iOS, iPhone!
Encontrar iPhone – Sabe tudo sobre esta fantástica ferramenta!

Encontrar iPhone – Sabe tudo sobre esta fantástica ferramenta!

De certeza que já estiveste numa situação em que não sabes onde está o teu iPhone, por simplesmente o teres deixado na casa de um amigo, num táxi ou, no pior dos caso, que te o tenham roubado. 

Felizmente na Apple existe a aplicação para encontrares os teus dispositivos, sejam eles iPhone, iPad, iPod, Apple Watch ou mesmo o teu Macbook ou iMac. Essa aplicação chama-se “Encontrar”. Esta usa os serviços de localização do teu iPhone, incluindo sinal de GPS, sinal das torres de comunicação e ainda sinais de Wi-Fi para o tentar localizar. 

Como podes aceder? É muito simples, se tiveres um amigo com iPhone e que tenha instalada a aplicação, basta introduzires o teu login e password da Apple (normalmente iCloud). Depois aparecerá a localização do teu iPhone. A partir daí poderás fazer o teu iPhone tocar mesmo estando no silêncio, enviar uma mensagem que aparecerá no ecrã do iPhone, e limpar remotamente o iPhone caso seja necessário. Ainda tens a opção do modo de perdido, que te permite colocar outro número de contato, para que a pessoa que o encontre te possa contactar.

Também poderás aceder à funcionalidade através de um browser de internet, quer seja num computador ou smartphone, em www.icloud.com. Lá vais encontrar a aplicação Encontrar para teres acesso às mesmas opções que acima referi. 

Para que a funcionalidade Encontrar funcione tens de ter os serviços de localização ativos, para isso vais a Definições > Privacidade  > Encontrar . Mas também tens de ter o serviço ativo e para isso vais a Definições >  Carregas no teu Perfil > iCloud > Encontrar iPhone. Em principio terás tudo isto ativo, pois na configuração inicial do iPhone é sugerido que atives estas funções.

Esta função para além de ser bastante útil, pode ser a diferença entre encontrares ou não o teu iPhone!

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
Como mudar o toque das notificações ou chamadas no iPhone?

Como mudar o toque das notificações ou chamadas no iPhone?

Todos nós utilizadores de iPhone, temos presente o clássico toque que vem predefinido com o nosso iDevice. Desta forma, iremos de seguida explicar-te como podes mudar e personalizar o toque em chamadas, SMS e notificações no teu iPhone.

Como escolher o toque do meu iPhone

No caso de apenas pretenderes mudar ou escolher entre um dos toques predefinidos existentes, terás de abrir a opção Definições, escolher Sons e háptica e finalmente selecionar o toque desejado na lista existente. Obterás a confirmação de que um toque está selecionado com sucesso, se obteres um ícone azul sobre este.

Dentro de Sons e háptica, tens igualmente a opção de mudar o toque para SMS e outro tipo de notificações.

Ainda assim, terás também a possibilidade de escolher um toque personalizado para cada um dos teus contactos. Para isso, deverás dentro do contacto desejado, escolher a opção toque e selecionar então o pretendido. Desta forma, sempre que esta pessoa te contactar, saberás automaticamente quem te está a ligar. Assim, sem teres necessidade sequer de olhar para o teu iPhone.

Como podes comprar novos toques para o teu iPhone

Para além das opções anteriormente indicadas, podes também comprar novos toques. Dito isto, deverás selecionar a opção Definições, Sons e háptica e posteriormente escolher Tone Store. 

Deste modo, irás entrar na iTunes Store e ter a possibilidade de comprar milhares de toques entre os vários géneros existentes.

Na eventualidade de já teres uma ideia de uma música preferida para comprar, apenas terás de utilizar a lupa do campo pesquisa. Esta está localizada ao centro da barra inferior, basta escrever o nome da música ou artista desejado.

Adicionalmente, poderás escolher os teus toques favoritos e criar uma lista de desejos, para posteriormente os adquirires. Basta para isso, entrares dentro do toque desejado e selecionares a seta no canto superior direito. Aí escolhes a opção Adicionar à lista de desejos.

Posteriormente poderás aceder a esta lista no menu principal dos toques da iTunes Store. Carregando no ícone existente no canto superior direito ao lado da opção Géneros. Neste separador terás a possibilidade de consultar a tua lista de desejos, verificar sugestões da Siri, bem como o teu histórico de pré-visualizações.

Escolher o toque comprado como principal

Após comprares o toque pretendido, este ficará imediatamente disponível no início da listagem inicial, em Sons e háptica. O Processo de selecção é exatamente igual ao que te indicamos anteriormente. A partir do momento em que o ícone azul está devidamente selecionado o toque está estabelecido como definido.

Como vês é simples e rápido, podes livrar-te dos toques clássicos e predefinidos que vêm no teu iPhone. De salientar que existem ainda apps de empresas terceiras na App Store. Estas permitem-te utilizar várias músicas que possuas (não compradas na iTunes Store) e transformá-las em toque para o teu iPhone.

Esperamos assim que esta dica te seja útil! Fica atento aqui ao blog da iLoja que mais estão para vir!!

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
Como ver a percentagem de bateria nos iPhones X e superior

Como ver a percentagem de bateria nos iPhones X e superior

Aquando do lançamento do iPhone X para o mercado, muitos foram os utilizadores que se depararam com uma questão: como consigo ver a percentagem de bateria no meu iPhone? Era uma funcionalidade que estava sempre visível nos modelos anteriores (caso o utilizador assim o pretendesse) mas que agora se tornou um pouco diferente. Este artigo serve para te mostrar como podes voltar a ver a percentagem de bateria no iPhone X, XR, XS e XS Max. 

Como ver a percentagem de bateria no iPhone X, XR, XS e XS Max?

Apesar de atualmente não existir uma configuração para que a percentagem de bateria esteja sempre visível como em modelos anteriores, é bastante simples aceder-lhe. Basta deslizares o dedo para baixo a partir do canto superior direito do ecrã do iPhone para abrir a Central de Controlo. A partir daí já conseguirás ver a percentagem de bateria disponível no canto superior direito do ecrã. 

Porquê que a Apple alterou a forma de vermos a percentagem de bateria?

Mas porquê que agora não podemos ter sempre a percentagem de bateria disponível no ecrã e temos de fazer este procedimento? Simples. Porque deixou de haver espaço suficiente para tanta informação na parte superior devido ao famoso “notch”. Por isso é que essa informação teve de ser movida para a Central de Controlo. 

Existem mais opções para ver a percentagem de bateria?

Como vês, não é nada difícil verificar a quantidade de carga disponível que a bateria ainda tem. Podemos ainda recomendar-te outra forma, que passa por adicionares um atalho nos Widgets, mas como a ideia de todos nós, utilizadores de iPhone, é sempre poupar bateria e nunca o contrário, optamos pelo método mais simples. 

5 dicas rápidas para poupar bateria

E já que o assunto é a bateria do iPhone, aproveitamos este artigo para vos deixar 5 dicas úteis, super simples, para poupares um pouco da tua bateria e fazê-la durar mais ao longo do dia:

  1. Carrega o iPhone em Modo de Voo, se não estiver a emitir nem receber informação, o carregamento vai ser mais rápido e o desgaste da bateria menor. 
  2. Ativa o Bloqueio Automático, que permite bloquear o ecrã automaticamente quando o iPhone não está a ser utilizado. Basta ires a Definições -> Ecrã e Brilho -> Bloqueio Automático e seleccionar o tempo que pretendes.
  3. Se não estás a usar o Wi-Fi, Bluetooth, 4G, desliga-os.
  4. Reduz o brilho do ecrã. Um ecrã cheio de luz e cor é fantástico, mas quem paga o preço é a bateria. Um ecrã a 50% é mais do que suficiente para vermos o que queremos com uma qualidade ótima. Poderás reduzir o brilho em Definições -> Ecrã e Brilho, depois basta ajustares a barra da forma que mais te convém. 
  5. Desliga a vibração. Hoje em dia temos instaladas imensas apps de chat em tempo real e recebemos centenas de mensagens diariamente (falo por experiência própria), se de cada vez que que recebemos uma mensagem o telemóvel vibrar, isso vai ter um peso considerável no decréscimo da bateria. Poderás fazê-lo em Definições -> Sons e Háptica -> Vibração e desligar as opções que pretendes (são duas).

Esperamos que este artigo te tenha sido útil!

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
Como desativar os recibos de leitura do iMessage no iPhone

Como desativar os recibos de leitura do iMessage no iPhone

Provavelmente já conheces e utilizas o iMessage, uma forma de comunicar com pessoas que também pertençam ao universo Apple. Se não utilizas, nunca é tarde para o fazeres e aproveitar todas as funcionalidades inerente a este serviço gratuito que a Apple disponibiliza aos seus utilizadores. 

No iMessage, quando te enviam uma mensagem e tu a lês, caso permitas, a outra pessoa saberá exatamente a hora em que o fizeste. Mas certamente que às vezes isso pode ser inconveniente, certo? Então vamos-te ensinar como retirar essa função. 

Para tal, vai a Definições > Mensagens e desativar a opção de “Recibos de leitura”. Para te aparecer esta opção, o iMessage deve também estar ativado. Agora ninguém poderá saber a hora a que leste a mensagem e a pessoa apenas saberá que a mensagem foi entregue.

No entanto, apenas as mensagens enviadas por iMessage é que existe esta opção. Caso utilizes as mensagens sem ser por esta via, não há a possibilidade de saber o momento da leitura de uma SMS.

Categorias: Apps, Funcionalidades, iOS, iPhone!
Alta Eficiência: como rentabilizar a memória do iPhone?

Alta Eficiência: como rentabilizar a memória do iPhone?

O iOS 11 trouxe consigo um novo formato de Alta Eficiência para fotografias ou vídeos – ou seja que ocupe o menor espaço de armazenamento possível no equipamento. E todos os utilizadores de iPhone sabem o quanto é importante rentabilizar a memória, uma vez que se encontra limitada. Como sabemos, com a evolução da qualidade das câmaras que incorporam os modelos mais recentes, cada fotografia ocupa cada vez mais espaço.

Começaremos por explicar a diferença entre os dois modos de câmara existentes: O modo “Mais compatível” grava os conteúdos em formato JPEG (no caso das fotografias) ou em H.264 (no caso de vídeos). Se por um lado estes formatos permitem conteúdos de grande qualidade, por outro é evidente que ocupam um grande espaço de armazenamento no telemóvel. Já o modo de “Alta eficiência”, que nasceu com o iOS11, grava as fotografias em HEIF e os vídeos em HEVC.

Em seguida, mostramos-te como podes alterar os modos de câmara. Se tens um iPhone com uma capacidade reduzida, talvez te seja mais conveniente usares o modo Alta Eficiência. Se és daqueles que não quer comprometer as fotografias e vídeos, aí deves alterar para o modo Mais Compatível. 

Para tal, deves ir a Definições > Câmara > Formatos e selecionar o modo pretendido.

Por último, é bom lembrar que a diferença na qualidade dos conteúdos não é muito significativa, e é bem provável que não consigas diferenciar fotos de diferentes modos.

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
Como ativar as Mensagens no iCloud?

Como ativar as Mensagens no iCloud?

Quando se fala em iPhone, uma das suas grandes referências é o iMessage, que permite, por exemplo, trocares mensagens entre outros utilizadores Apple, desde claro, que tenhas acesso à internet.

No entanto, o iMessage está associado a outra característica muito apreciada pelos utilizadores da marca da maçã e que faz parte do famoso ecossistema da Apple, o iCloud. O iCloud e o Mensagens permitem-te acederes e receberes mensagens a partir de qualquer aparelho Apple, tornando as conversações práticas e diretas. O sistema de mensagens nos vários aparelhos Apple já existe há alguns anos. No entanto, foi só a partir do iOS 11.4 que este serviço permitiu sincronizar as mensagens para o iCloud, permitindo, por exemplo, recuperá-las num aparelho novo a partir do sistema de nuvem da Apple.

Assim, para sincronizares as mensagens para o iCloud no iPhone a primeira coisa que tens de fazer é assegurares-te que tens pelo menos o iOS 11.4 instalado, indo a Definições – Geral – Atualização de software.

Se o teu iPhone já tem o iOS 11.4 instalado ou superior podes passar para a próxima etapa, que é ativares o Mensagens no iCloud no menu do ID Apple.

Vai a Definições, toca no teu nome (na parte superior do ecrã), seleciona iCloud. Ao entrares nesse menu desce novamente até veres a palavra Mensagens. Aciona a opção. Acabaste de ativar a sincronização de mensagens para iCloud. Poderás agora, e de uma maneira fácil e rápida, sincronizar todas as tuas mensagens nos teus vários aparelhos da Apple!

Categorias: Funcionalidades, iOS, iPhone!
Problemas ao atualizar o iOS? Vê aqui a solução!

Problemas ao atualizar o iOS? Vê aqui a solução!

Quando queres instalar a última versão do iOS no teu iPhone, às vezes parece que não está a avançar, e fica pendurado na parte de preparação do update. Este pequeno percalço pode ser facilmente resolvido se seguires algumas dicas. 

A primeira dica é verificares o sinal de Wi-Fi ao qual estás ligado, pois um sinal fraco vai fazer com que o processo ainda demore mais. Aconselhamos ainda que não atualizes no Wi-Fi público, pois estes têm a tendência de perder sinal ou o sinal ser muito fraco, e tendo os ficheiros de atualizações algumas centenas de megabytes ou mesmo gigabytes, este irá ficar parado com quase toda a certeza.

Podes ainda fazer um hard reset ao iPhone, de modo a retirar da memória algum processo que tenha ficado parado, impedindo o update. Após isto deveras ir às Definições > Geral > Atualização de Software e voltar a iniciar o processo de atualização. 

Caso não funcione, podes ainda tentar ligar o dispositivo iOS ao Mac e forçar a atualização no iTunes. Caso seja necessário podes colocar o dispositivo em modo DFU e ele vai forçar o download do update. Neste caso deves ter em conta que convém fazer um backup ao dispositivo, porque ao colocares em DFU ele irá repor as definições de fábrica.

Se tudo correr bem alguma destas dicas irá resolver o problema de atualização do iOS. Não te esqueças que a atualização para a última versão de software é a melhor maneira de manteres o teu dispositivo mais seguro e mais estável, pois existem sempre pequenas correções que podem melhorar o desempenho e segurança.

Categorias: iOS, iPhone!
Tudo sobre o novo iOS 13

Tudo sobre o novo iOS 13

Tudo sobre o novo iOS 13

A Apple apresentou no início de junho, na Worldwide Developers Conference 2019, o novíssimo iOS 13 – bem como os novos macOS Catalina, iPadOS, watchOS 6 e tvOS 13.

Assim, este ano as novidades serão muitas, como sempre, com o objetivo de melhorar a experiência do utilizador. Este artigo foca nas novidades da atualização do sistema operativo para o iPhone.

 

Segurança e Privacidade 

Um dos principais focos da Apple, ano após ano, são as melhorias ao nível da segurança dos dados dos utilizadores.

Neste sentido, no âmbito das permissões para uso da localização, haverá progressos. Será possível permitir que uma app use a localização apenas uma vez. Por outro lado, se a autorização for permanente, o iOS irá gerar relatórios detalhados do uso que a app está a fazer da tua localização.

Contudo, o assunto segurança não fica por aqui. A Apple irá disponibilizar a hipótese de efetuares registos em diversas plataformas com o “Sign in with Apple”. Ao usares este recurso a marca da Maçã irá criar um email aleatório, nunca divulgando os teus dados a terceiros. Assim ao contrário do que acontece com outros serviços poderás entrar em contas sem divulgar informação pessoal privada. Porém caso isso não seja o pretendido pode ser desativado.

 

Performance, velocidade e funcionalidade

Pois é, ao nível da performance, as melhorias serão também importantes. As versões de Beta do iOS 13, ainda que inacabadas demonstram já um benefício a vários níveis.

Com efeito, a Apple divulgou que neste novo sistema operativo, as aplicações abrirão até duas vezes mais rápido do que com o iOS 12. Para além disso, o Face ID será mais eficiente, sendo 30% mais rápido.

As aplicações serão até 50% mais pequenas, o que implicará downloads mais rápidos também. As atualizações terão também menos MB para download, desta feita serão cerca de 60% mais pequenas.

Espera-se que os novos iPhones não venham a usufruir do 3D Touch, como já acontece com o iPhone XR. Por isso veremos mais funções semelhantes às do 3D Touch numa versão do Haptic Touch (pressão prolongada no ecrã). Nomeadamente na Central de Controlo haverá atalhos para as rede Wi-Fi, por exemplo, com um toque prolongado no ícone respetivo. Estas funções serão compatíveis tanto com os aparelhos que já possuem 3D Touch como aqueles que não o suportam.

 

Dark Mode

Uma das estrelas, desta conferência foi o tão esperado Dark Mode. No fundo não é mais do que tornar os temas dos menus e apps escuros ou pretos.

Este tema trará a todas as aplicações nativas o fundo preto ou cinza escuro como é o caso da app Notas. Outras apps como Mensagens, Fotografias ou Música, por exemplo, terão também o seu tema escuro.

Para além do Dark Mode a app Música ganhou ainda o recurso de letras das músicas sincronizadas. Uma espécie de karaoke, para diversão ou simplesmente para que gosta de acompanhar as músicas com as suas letras.

O teclado do iOS também será revitalizado. Para começar será também escurecido, quando ativado o Dark Mode. Porém a grande novidade é o “Quick Path”, ou seja escrever as palavras ao deslizar o dedo pelas letras, sem o levantar do ecrã. Apesar de ser um recurso já existente em teclados de terceiros, agora chega ao teclado nativo do iOS 13.

A app Lembretes para além do tema escuro, foi totalmente redesenhada. Será ainda possível integrá-la com recursos da Siri e das Mensagens.

Na app Mensagens os contactos poderão ser identificados com foto para além do tradicional nome.

 

Apple Mapas

Numa tentativa de tentar aproximar a app Mapas, à bem sucedida app da Google, serão introduzidas algumas alterações. Assim a Apple encontra-se em fase de remapeamento de diversos países do mundo, Portugal inclusive. 

Os mapas serão mais detalhados e com referências a pontos de interesse mais completas. Neste processo está já a ser incluido o “Look Around“, recurso semelhante ao Google Street View. Contudo e pela experiência até agora colhida com as versões Beta, este recurso revela uma fluidez e experiência de utilização muito superior ao Street View.

Vamos aguardar que as nossas estradas estejam devidamente atualizadas para comprovarmos.

Numa primeira fase apenas os Estados Unidos estarão com a cobertura completa. Aguardam-se mais informações para saber se Portugal se encontra incluído na segunda fase a pôr em curso em 2020.

Câmara, Fotografias e Memoji 

O software da Câmara, apesar de competente, verdade seja dita, precisa de algum trabalho para acompanhar alguma da concorrência.

Neste iOS 13, o modo retrato apresenta-se melhorado, nomeadamente ao nível dos efeitos de iluminação. Será assim possível alterar a intensidade da luz, movendo a luz para mais perto ou mais longe do sujeito.

Espera-se ainda um modo de noite da câmara capaz de rivalizar com os melhores nos próximos iPhones. Contudo, falta ainda saber se este modo estará apenas disponível para os novos modelos, ou se pelo menos alguns dos modelos anteriores beneficiarão desta novidade.

Na app Fotografias para além de um novo sistema de agrupamento de álbuns dividido por dias, meses ou anos. Temos algumas imagens de destaque correspondentes, com uma pré-visualização de vídeos por exemplo.

Toda a interação e apresentação do conteúdo do utilizador será melhorado com o intuito de ser mais atrativo e facilitar a gestão e a busca. 

Mais ainda, usando a aprendizagem da inteligência artificial do iOS 13, fotos sinalizadas com possível lixo (screenshots ou fotos de recibos, por exemplo) poderão ser automaticamente apagados, se assim desejarmos.

A edição das fotografias e vídeos será outro dos pontos melhorados nesta atualização. Este recurso contará com uma nova interface, onde será ainda possível a redução de ruído nos vídeos. Pela primeiras vez será possível no iOS rodar a orientação dos vídeos na edição.

Os Memoji, recurso introduzido nos equipamentos depois do iPhone X, inclusive, também terão mais opções de customização. Os Memoji continuarão a poder ser alterados ao gosto do utilizador, mas agora com mais adereços e maquilhagem. Estes Memoji poderão ser usados também como a sua foto de contacto nas Mensagens.

 

Siri, AirPods e Partilha de Audio

A Siri, terá um melhoramento considerável na fluidez do seu discurso, que passará a ter sonoridade mais natural, colocando ênfase nas palavras devidas.

Os AirPods tornar-se-ão ainda mais úteis, uma vez que com a ajuda da Siri será possível ouvir as mensagens lidas pela assistente pessoal. Obviamente este poderá ser um recurso com algumas dificuldades de utilização em Portugal, visto a Siri ainda não ser inteligente o suficiente para ler Português de Portugal.

Uma nova funcionalidade do iOS 13 será a possibilidade de partilhares o audio do teu iPhone com pelo menos dois pares de AirPods ou Powerbeats Pro.

 

Acessibilidade e CarPlay

No importante aspeto da acessibilidade, disponível para facilitar o acesso à tecnologia de utilizadores com algum tipo de incapacidade haverá também boas novidades.

A mais importante a destacar é a introdução de uma sistema inteligente de controlo por voz. A Siri recorre a reconhecimento de voz e agilizará toda a interação do indivíduo incapacitado com o equipamento. Mais uma vez, infelizmente a limitação das línguas afetará os utilizadores portugueses.

O CarPlay terá também toda a sua interface redesenhada, com mais informação no ecrã principal e outras melhorias ao nível de design e utilização.

 

Atalhos e Encontrar

A aplicação Atalhos virá agora instalada nativamente no iOS 13 não sendo necessário recorrer à App Store para a instalar.

Por sua vez a app Encontrar vai passar a incluir a app Encontrar Amigos. Assim, será nesta app que o utilizador poderá encontrar os seus amigos bem como os seus dispositivos. Neste últimos haverá um novo recurso que possibilitará encontrar os iDevices mesmo que estes não estejam ligados à internet. Este processo recorrerá ao Bluetooth de outros aparelhos nas redondezas que passarão à Apple a informação da localização devidamente encriptada, para proteção de todos os utilizadores.

 

Dispositivos compatíveis com o iOS 13

Por último importa referir quais os equipamentos compatíveis com o iOS 13.

  • iPhone XS
  • iPhone XS Max
  • iPhone XR
  • iPhone X
  • iPhone 8
  • iPhone 8 Plus
  • iPhone 7
  • iPhone 7 Plus
  • iPhone 6s
  • iPhone 6s Plus
  • iPhone SE
  • iPod touch (7ª geração)

 

De referir ainda que a partir deste lançamento os iPads terão o seu próprio sistema operativo chamado iPadOS, cujas novidades trataremos brevemente num novo artigo.

Categorias: Actualizações, iOS, iPhone!