AirPods Pro: Aprende a mudar as borrachas dos auriculares e a rodar o teste de encaixe

AirPods Pro: Aprende a mudar as borrachas dos auriculares e a rodar o teste de encaixe

A Apple lançou os AirPods Pro na semana passada e uma das novidades face aos modelos “normais” (originais e de segunda geração) é o seu design in-ear, com borrachas de silicone para melhor fixar nos ouvidos dos utilizadores. Esta mudança no design também vem permitir a implementação da funcionalidade de cancelamento ativo de ruído.

Neste artigo, vamos explicar-te como poderás escolher e trocar para as borrachas que melhor encaixam no teu ouvido. E ainda, como podes rodar um teste de software para perceber se aquelas borrachas são realmente as que te vão encaixar melhor no ouvido, e fazer ter a melhor experiência com os teus novos AirPods Pro.

Como alterar as borrachas dos AirPods Pro

  • Procura uma pequena embalagem quadrada de papel dentro da caixa original dos teus AirPods Pro e retira o tamanho pretendido (S ou L);
  • As borrachas que vêm instaladas nos AirPods Pro são o tamanho L. Se não forem as adequadas dá um puxão firme para as retirares – puxando pela extremidade superior de borracha;
  • Alinha a forma das novas pontas auriculares com a coluna do auricular e pressiona no lugar para fixar.

Como executar o teste de encaixe dos AirPods

  • No teu iPhone, vai às Definições> Bluetooth> “i” ao lado de AirPods Pro;
  • Teste de encaixe dos adaptadores auriculares;
  • Escolhe Continuar para executar o teste;
  • Toca no botão azul de reprodução;
  • Toca em Concluído no canto superior direito quando terminar.
Categorias: Lançamentos
iOS 13: O que deves fazer antes de instalar o novo software da Apple

iOS 13: O que deves fazer antes de instalar o novo software da Apple

Foi na passada quinta-feira, dia 19, que o iOS 13 passou a estar disponível para todos os utilizadores. Antes disso, haviam apenas as versões beta deste sistema operativo, que são versões ainda em teste. Sabemos que há sempre quem espere pela versão “13.1” para garantir que tudo funciona corretamente! Mas hoje vamos explicar-te os passos que deves fazer antes de atualizares o teu equipamento.

Faz a cópia de segurança do teu iPhone!

Este procedimento é uma “base” em todos os processos. Aliás, é algo que deves fazer com alguma frequência para que, em caso de acontecer alguma coisa com o teu telemóvel, consigas recuperar toda a sua informação.

Ao atualizar o sistema operativo poderá acontecer algum erro, uma vez que se trata de uma forte alteração no software. Com uma cópia de segurança, não há qualquer risco de perderes seja o que for.

Existem pelo menos 2 formas de realizares o backup:

  1. No iTunes

Para fazer uma cópia utilizando o iTunes irás precisar necessariamente de um computador com o iTunes. Começa por ligar o telemóvel ao computador e este deve reconhecer de imediato o teu equipamento.

Em seguida, abre o iTunes. No canto superior esquerdo deverá aparecer o símbolo de um telemóvel. Após carregar nesse botão, seleciona a opção “Fazer cópia de segurança agora”. O tempo que demora irá depender do tamanho de espaço ocupado no iPhone. Após conclusão do backup, podes desconetar o iPhone do computador.

Agora sim, podes fazer o download do iOS13 sem preocupação!

     2.  iCloud

No teu iPhone, vai a “Definições”. Carrega onde tem a tua conta ID Apple, que deverá ter a tua fotografia e nome. Seleciona a opção iCloud > Cópia em iCloud e ativa essa opção. Em seguida, carrega em “Fazer cópia de segurança agora”.

Se tens pouco espaço no iCloud (os 5 GB oferecidos por conta são muito escassos), talvez a opção 1, de realizar cópia pelo iTunes seja a mais indicada, uma vez que irá ocupar espaço no teu próprio computador! A informação contida neste artigo aplica-se ao método de efetuar cópia de segurança que, tal como foi referido anteriormente, deverá ser uma prática comum.

Categorias: iOS, iPhone, Lançamentos
O resumo do evento Apple – iPhones 11, Apple Watch Series 5 e mais

O resumo do evento Apple – iPhones 11, Apple Watch Series 5 e mais

Todos os anos, por esta altura, a Apple faz a apresentação dos seus novos produtos e serviços na sua terra natal, Cupertino, na Califórnia. É normalmente a data do ano mais esperada pelos fãs da marca, já que é nesta altura que são apresentados os novos iPhones, os aparelhos mais desejados e conhecidos da marca.

Este ano a nova apresentação aconteceu a 10 de setembro, e como não poderia deixar de ser, além dos novos iPhones, a Apple apresentou muitas outras novidades.

iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max

Para começar, os iPhones. Este ano são três e alimentados pelo novo processador da Apple, o A13 Bionic, que segundo a marca, é o processador mais rápido de sempre utilizado num smartphone. 

Assim, temos o iPhone 11, sucessor direto do iPhone XR, com ecrã LCD de 6,1 polegadas e câmara dupla, a partir de 829€, na versão de 64 GB.

Para um segmento mais premium, e seguindo de perto a gama XS do ano anterior, temos os modelos Pro. O 11 Pro tem um ecrã OLED de 5,8 polegadas e o 11 Pro Max um ecrã OLED de 6,5 polegadas, tendo como principal atração a tripla câmara, que os vai colocar no topo dos smartphones a nível fotográfico. O primeiro começa nos 1179€, enquanto o segundo nos 1279€, ambos na variante de 64 GB.

E mais?

Apple Watch Series 5 e iPad 7

Este ano tivemos várias outras novidades, nomeadamente o novo Apple Watch e um novo iPad.

Foi apresentada a 5ª geração do smartwatch da marca, o Apple Watch Series 5, que aposta num novo ecrã Retina sempre ativo e que virá já com o novo sistema operativo watchOS 6 instalado de fábrica. O novo Apple Watch está disponível partir dos 459€.

Umas das surpresas da Keynote foi o iPad 7 2019. Este iPad foi atualizado para um ecrã de 10,2 polegadas e é compatível com o Smart Keyboard, algo até agora só possível para os modelos mais potentes e caros da gama. Junto com o iPadOS, o iPad caminha cada vez mais para se tornar o substituto ideal de um computador, principalmente para quem não necessita de desempenhar tarefas árduas ou muito dedicadas em determinada área. Com a vantagem no preço, que começa nos 399€.

Serviços: Apple Arcade e Apple TV+

Por fim, os serviços. Desde há alguns anos, e com a venda do hardware a estagnar, que a Apple tem introduzido vários serviços como o Apple Music ou o Apple News+, que visam oferecer aos consumidores várias ofertas dentro das áreas audiovisuais, integrados dentro do ecossistema da marca, e normalmente através de subscrições mensais.

A Apple já havia apresentado o Apple Arcade e o Apple TV+ no principio do ano e agora veio a palco dar mais detalhes sobre eles, avançando com os preços e lançamento. O Apple TV+ só chegará a 1 de novembro e o Apple Arcade agora esta semana, em conjunto com os novos softwares da Apple.

Ambos os serviços estarão disponíveis através do sistema de assinatura mensal e terão um preço de 4,99€.

Quando serão lançados os novos produtos e softwares da Apple?

Os novos iPhones 11, 11 Pro, 11 Pro Max e Apple Watch Series 5 chegam ao mercado no dia 20, sexta-feira. Já o novo iPad 7 só começa a chegar aos clientes e às lojas dez dias depois, na segunda-feira dia 30 de setembro, juntamente com o iPadOS que também será lançado nesse dia.

Por falar em novos sistemas operativos, o iOS 13, tvOS 13 e watchOS 6 chegarão na próxima quinta-feira, dia 19 de setembro. O lançamento do macOS Catalina está previsto acontecer em outubro… Sem qualquer data avançada. Porém o All Things Apple acredita que será tudo colocado em pratos limpos quanto ao macOS e quiçá novos Macs num evento especial a acontecer no final de outubro.

E tu, gostaste da apresentação da Apple? Qual/quais os anúncios que te deixaram mais entusiasmado? Deixa a tua opinião nos comentários!

Categorias: iPhone, Lançamentos
iPadOS – Já era preciso!

iPadOS – Já era preciso!

iPadOS. Para muitos já deveria ter aparecido, para outros talvez não. Enquanto os primeiros vêm o iPad mais como um computador, os segundos olham para o iPad como um iPhone gigante.

Pois bem, a Apple, insere o iPad na primeira categoria e aponta-o como o futuro dos computadores portáteis.

Será que veremos num futuro próximo a fusão entre o iPadOS e o macOS? Possivelmente não, mas uma coisa é certa, estas plataformas estarão cada vez mais próximas. E o projeto Catalyst é a prova disso mesmo.

Sendo assim, o que é que a Apple introduziu no iPadOS para o tornar mais produtivo e menos dependente do seu irmão mais pequeno, o iPhone?

Na realidade, esta transformação não começou agora. Se recuarmos uns anos, a Apple criou o Apple Pencil e os teclados para o iPad com um objetivo muito claro, fazer deste aparelho uma espécie de computador portátil, pensado principalmente para utilizadores não muito exigentes a nível de recursos, mas que lhes permitisse trabalhar em qualquer lado. Afinal de contas, é este o propósito de qualquer dispositivo móvel.

No entanto, e com a introdução do iOS 11, o iPad passou a ter um tratamento diferenciado a nível de software em relação ao iPhone. Entre outros detalhes, teve um novo sistema de aplicações (ao estilo dock do macOS) e um engenhoso sistema de drag and drop para ficheiros, facilitando o trabalho a quem utiliza e trabalha com ficheiros diariamente.

Agora, e com o iPadOS, a mudança vai ser maior, aproximando o iPad, e mais do que nunca, de um convencional portátil.

Widgets no ecrã, aplicações que podem sair do lado do ecrã (o que facilita as mudanças de aplicações), a mesma aplicação aberta em ecrãs divididos, um novo Safari desktop, o recurso app exposé (que encontramos no macOS), uma nova aplicação de ficheiros redesenhada ao estilo macOS, entre outros. Mas o mais surpreendente foi a inclusão de suporte para rato, o que aponta na direção correta para quem procura no iPad um dispositivo versátil e suficientemente produtivo para poder substituir aquele computador antigo que tens lá em casa.

E tu, o que pensas deste iPadOS? Achas que poderá realmente substituir um computador, ou que todas estas alterações não serão suficientes para um utilizador mais exigente?

Categorias: Lançamentos
Que novidades esperar dos próximos iPhones?

Que novidades esperar dos próximos iPhones?

Que novidades esperar dos próximos iPhones?

Setembro aproxima-se, e para os milhões de fãs da Apple é uma das alturas mais esperadas do ano.

Depois da introdução dos novos modelos XR, XS e XS Max em 2018, esperam-se em 2019 novidades significativas para os novos iPhones.

No entanto, nem tudo muda. Assim, é muito provável que a Apple continue a apostar no form factor do ano anterior no que respeita a tamanhos e modelos. Apesar de não sabermos o nome dos novos modelos, espera-se um sucessor do iPhone XR com 6,1” polegadas e ecrã LCD (fazendo dele o modelo low cost da marca), e os modelos XS e XS Max com ecrã OLED de 5.8” e 6.5” respectivamente, apontados para um segmento mais premium.

Em termos de design, não se espera uma evolução significativa face aos modelos de 2018. Novas cores, talvez novos painéis traseiros para diferenciar os modelos, e com algumas mudanças a acontecer a nível de hardware (nomeadamente câmaras), é expectável que a espessura ou o tamanho dos novos modelos possa mudar ligeiramente.

Assim, o que poderemos esperar verdadeiramente dos novos iPhones 2019?

Principalmente melhorias internas – não esquecendo o design, sempre importante na Apple – com vista a maior optimização dos aparelhos, associados a um iOS 13 cada vez mais polido e eficaz. Afinal de contas, esse foi sempre o grande trunfo da marca, uma espécie de casamento perfeito entre o hardware e o software desenvolvido especialmente para cada um desses aparelhos.

Começando pelo iPhone XR, espera-se principalmente mudanças a nível de processador (A13), câmara (lentes duplas traseiras) e a introdução de novas cores, bem como uma bateria de maior capacidade. É expectável também que tenha 4 GB de RAM, ao contrário do modelo de 2018 (com 3GB de RAM). Já o display, e apesar de se esperar um incremento a nível de qualidade geral, espera-se que continue a ser LCD. Já o 3D Touch deverá continuar a não ser presença neste modelo e segundo informações, será eliminado em 2019 em toda a gama de iPhones.

Em relação aos modelos XS e XS Max, os incrementos também serão principalmente internos, dando continuidade ao design e aos aparelhos do ano anterior.

Ecrãs OLED mais eficientes, lentes triplas traseiras, baterias maiores e novo processador (A13) serão as novidades esperadas este ano.

No entanto, e apesar destas serem as novidades expectáveis e mais visíveis, existem mais e não menos importantes.

Uma versão melhorada da câmara frontal TrueDepth (que permite a identificação do utilizador através do sistema Face ID), mudanças estéticas a nível do notch, Wi-Fi 6 (que permitirá mais rapidez e eficiência a nível de bateria), carregamento sem fios inverso, entre outras.

O que achas destas novidades, e o que esperas dos novos iPhones? 

Categorias: iPhone, Lançamentos